Temporada de Premiações: novas indicações e filmes ótimos!

E continua a grande temporada de premiações de cinema! Como disse, adoro essa época do ano, com filmes interessantes pipocando de todos os lados, toda a pompa dos tapetes vermelho e até as piadas sem graça dos apresentadores. Não me julga, vai.

Essa semana, saiu a lista do Sindicato dos Produtores para filmes lançados nos cinemas e na TV e também séries de comédia e drama, reality shows e documentários. O Producers Guild Awards acontece no dia 19 de janeiro em Los Angeles, mas, como não é um prêmio televisado, sequer chega ao conhecimento de quem curte cinema. Dá pra entender: pra muita gente, assistir aquelas pessoas que raramente aparecem na frente das câmeras agradecendo sua longa lista de colaboradores igualmente anônimos.

Mas o grande lance dos prêmios dos sindicatos é que eles são uma ótima forma de entender como os votantes da Academia estão pensando. Afinal, a categoria deve votar de forma bastante parecida – já que muitos dos votantes são os responsáveis pelas duas eleições – e já entregam um pouco do que podemos esperar para o Oscar de ator, atriz, diretor e, no caso do guilda dos produtores, o prêmio de Melhor Filme – aquela categoria que parece que nem vai chegar a bater os 10 indicados, a julgar pelo ano em geral morno, apesar das boas estreias em massa que os estúdios seguram pro final do ano. Vale ficar de olho pelo menos no resultado do PGA, do SAG e do DGA pra identificar os favoritos.

Continuando a maratona de filmes já indicados ou que possivelmente entrarão na lista do Oscar, assisti recentemente dois bons concorrentes: Rush – No Limite da Emoção e Trapaça.

Rush

O primeiro foi uma grata surpresa do diretor Ron Howard. Rush narra a rivalidade entre dois grandes nomes da Fórmula 1: James Hunt e Niki Lauda. Divertido e com um ritmo excelente, o filme conquista de cara por suas boas performances e uma bela fotografia, que ajudou a ressaltar cada detalhe dos circuitos. Mais que um filme de esportes, o longa impressiona pela competência técnica e uma ótima história que, por mais que seja conhecida, rende ótimos momentos de tensão e humor. Rush está indicado ao Globo de Ouro como Melhor Filme de Drama e Melhor Ator Coadjuvante, com a atuação de Daniel Brühl como Lauda.

american-hustle

Trapaça é um dos melhores que assisti até o momento. David O. Russell parece mesmo determinado a levar um Oscar pra casa, chegando ao terceiro ano quase consecutivo com um filme bastante consistente na disputa. Indicado ao prêmio da Academia em 2011 por O Vencedor e no ano passado por O Lado Bom da Vida, o diretor retorna com a história dos golpistas Irving Rosenfeld (Christian Bale) e Sydney Prosser (Amy Adams), que acabam forçados a trabalhar com um agente do FBI (Bradley Cooper) para derrubar mafiosos e políticos corruptos na New Jersey dos anos 70. Com uma direção de arte, figurinos  e, principalmente, uma trilha sonora que representam a década, Russell traz um elenco de muito respeito – com uma Jennifer Lawrence que rouba a cena e um Robert De Niro a la Martin Scorsese mafioso de surpresa – somado a um roteiro afiadíssimo para contar uma história louca e espalhafatosa, mas muito bem dirigida, com pequenos toques de beleza aqui e ali. Até o momento, não vejo a possibilidade de esse filme não levar, pelo menos, o prêmio de elenco do Sindicato dos Atores. Trapaça também está indicado aos Globos por Filme Musical ou Comédia, Ator para Bale, Atriz para Adams, Coadjuvante para Cooper e Lawrence, além de Roteiro e Direção para O. Russell.

– Leia mais: minha coluna em vídeo, “Buteco Literário”, sobre o livro que deu origem ao filme O Lado Bom da Vida.
Me acompanhe no Letterboxd.

Então a watchlist para os próximos dias fica assim:

12 years a slave
Dallas Buyers Club
Capitão Phillips (Captain Phillips)
All is Lost
Rush: No limite da emoção (Rush)
Philomena
Trapaça (American Hustle)
Ela (Her)
Inside Llewyn Davis – Balada de um homem comum (Inside Llewyn Davis)
Nebraska
O lobo de Wall Street (Wolf of Wall Street)
Mandela: Long Walk to Freedom
Walt nos Bastidores de Mary Poppins (Saving Mr. Banks)
Refém da Paixão (Labor Day)
Álbum de Família (August: Osage County)
Frozen – Uma aventura congelante (Frozen)
Os croods
Azul é a cor mais quente (La vie d’Adèle)

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s