O que é que o Almodóvar tem

Pedro Almodóvar é um daqueles diretores-consenso: todo mundo gosta ou pelo menos finge que gosta, porque é cool. Mas a verdade é que só se compreende o que é a genialidade do espanhol após assistir um de seus filmes. É que ele faz parte daquele grupo seleto de realizadores que têm identidade própria, os auteurs.

Cada uma de suas obras é um mundo novo, habitado principalmente pelo sexo feminino. Elas são novas, velhas, bonitas, esquisitas, falantes, histéricas, problemáticas – sejam mulheres de nascença ou não. Trata-se de um universo colorido, em que tudo é exagerado e ganha novas proporções para contar histórias sobre amores, traições, confusões, sexualidade, vida e morte.

Não poderia ser diferente com A Pele Que Habito, seu último filme a chegar aos cinemas. As cores, a atenção aos detalhes, os personagens loucos – está tudo lá. Mas a grande sacada do diretor está em agradar seu público cativo se reinventando sempre. Todos os seus filmes são parecidos e ainda assim diferentes – entre si e de todo o resto.

Para um diretor com quase 40 anos de carreira, a habilidade que Almodóvar ainda tem de surpreender é um verdadeiro feito. Sou dos que acharam o longa genial (houve que não gostasse tanto assim). De qualquer foma, vale o ingresso para conferir um dos filmes mais intrigantes do ano.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s