Entrevista: Graciela Mayrink

Graciela Mayrink é agrônoma, mas a partir desse mês, é, também, escritora profissional: ela está lançando, pela editora Vermelho Marinho, seu livro de estreia.

Até Eu Te Encontrar parece até com a minha vida (e aposto que com a sua também): é a história de Flávia, que muda de cidade, é apaixonada pelo melhor amigo e, em meio à rejeição, tem de aprender a lidar com o fato de que sua alma gêmea é alguém que ela não suporta.

E quem diria que a Graciela, que um dia me enviou um livro pelos Correios, seria uma autora publicada? Naquela época, eu era quase ativa no Skoob, uma rede social pra quem gosta de ler. Acabamos combinando de trocar livros – a grande sacada do Skoob, na minha opinião – e hoje sou a dona orgulhosa de Festa de Criança, uma coletânea de crônicas de Luis Fernando Verissimo que, acredito eu, teria de garimpar sebos para encontrar.

E  como qualquer um que me conhece sabe que basta me dar um livro do Verissimo pra conquistar o meu respeito, tenho o maior orgulho de tê-la como a primeira entrevistada do Flores na Janela!

Confira abaixo:

Como surgiu a ideia para o livro?

Quando decidi seguir a carreira de escritora, e deixar tudo para trás, quis escrever uma história que pudesse atrair meu público alvo, os jovens, e quis contar algo que fosse de interesse deles. Neste momento me veio a época que passei em Viçosa e pensei que aproveitar a ideia e os locais da cidade pudesse ser um atrativo. O fato de que quando você entra na universidade deixa para trás os amigos da escola, enfrenta uma nova vida, novos amigos, novos amores, muitas alegrias, e também frustrações, me empolgou e rapidamente surgiu toda a trama na minha cabeça. Colocar tudo no papel foi um pouco mais demorado.

Você usou o nome da sua irmã e a cidade onde estudou, por exemplo. Como é utilizar esses detalhes reais para desenvolver uma trama de ficção?

Foi uma experiência gratificante porque estava colocando no meu primeiro livro o que gosto: minha irmã, os anos bons que passei em Viçosa e as citações a Minas Gerais, que é um lugar que amo. Isso tudo contribuiu para a história fluir de um ótimo modo e adorei todos os momentos que passei escrevendo o livro. Posso dizer com 100% de certeza que escrever Até Eu Te Encontrar foi um enorme prazer e senti saudades de todas as personagens quando pus um ponto final na história.

Quando você decidiu que queria ser escritora?

Eu escrevo desde pequena, mas nunca havia pensado em levar isso como profissão. Quando era criança, adorava criar livrinhos. Na adolescência, me dediquei mais a escrever versos e poemas. Depois passei para as histórias longas, escrevendo alguns romances de brincadeira para minhas amigas, como uma forma de superar os momentos que ficava sozinhaem Minas. Em 2008, minha irmã Flávia começou a me incentivar a tirar os textos da gaveta e escrever para publicar e resolvi me arriscar nesta nova carreira, começando a escrever Até Eu Te Encontrar. Em julho de 2009 terminei o livro, que está sendo publicado agora, dois anos depois.

Quais os maiores desafios para conseguir publicar o primeiro livro no atual mercado editorial brasileiro?

O principal desafio é a falta de espaço nas grandes editoras. É complicado competir com os autores estrangeiros, que já vêm para o Brasil com um sucesso lá fora que os ajudam a ficar conhecidos aqui e a vender muitos livros. Depois que você consegue publicar vem a fase da competição com esses mesmos autores por um espaço na mídia especializada e por um destaque nas livrarias, o que é muito difícil. O brasileiro tem lido muito nos últimos anos, mas tem lido pouco autor nacional. Muitas pessoas ainda possuem aquele estigma de que autor nacional é chato e que bom mesmo são as tramas que vêm do exterior. O que nos tem ajudado muito hoje em dia é a quantidade de blogs que têm dado espaço para a literatura brasileira. Isso é muito bom porque faz as pessoas começarem a descobrir que ler autor nacional pode ser tão bom (quem sabe mais?) quanto ler um autor estrangeiro porque a história se passa aqui, em solo brasileiro, em locais que muitos conhecem pessoalmente.

Como é, depois de tanto trabalho, poder finalmente fazer o lançamento do livro e até participar de uma Bienal?

É muito bom. Na verdade é melhor que “muito bom”. É algo muito especial poder lançar meu livro com a presença de meus familiares e amigos e também de muitas pessoas que conheci na internet através da leitura. Poder dividir com todos eles esta experiência é algo extremamente gratificante. E ainda participar da Bienal na minha cidade, tendo contato direto com vários leitores diferentes, é um sonho que estou realizando.

O que você recomenda àqueles que querem investir em ser escritores?

Muita dedicação, trabalho e bastante paciência. Não escreva rápido e publique. Escreva, reescreva, corrija, leia novamente, melhore sempre seu texto. Se puder, deixe-o descansar por uns meses e leia novamente. Você sempre vai querer mudar algo e encontrar pequenos errinhos que antes passaram despercebidos. Isso parece que não muda nunca! E não tenha pressa para publicar. Analise primeiro se realmente vale a pena publicar por aquela editora, veja o que ela te oferece, se está empenhada no seu livro, principalmente se acredita no seu livro, ou se você será apenas mais um ali dentro. Desde que terminei de escrever Até Eu Te Encontrar e o publiquei, levei 2 anos que me valeram muito para amadurecer e melhorar minha escrita e, claro, o livro. De lá para cá, eu o corrigi várias vezes e acrescentei uma ou outra coisinha. A história permanece a mesma, mas você vai sempre encontrar algo para melhorar.

O lançamento do livro de estreia da Graciela acontece nesta sexta (19), às 19h30, na Saraiva Megastore do Shopping RioSul. Em setembro, a autora participa da Bienal do Livro no Rio e também em Pernambuco. Para mais informações, acesse seu site oficial.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s